Meu Diário

Chegamos quase ao fim do ano. O medo e a morte perturbam incessantemente o meu sonho. Alucino e tenho medo. Não sei mais o que é real e o que é fantasia; perdi a batalha para o demônio. Maldita hora em que fui usar aquele cogumelo, que certamente vai m...
Primeiro usei cogumelo alucinógeno, e algumas semanas depois, fui ao Rio. Voltei nesta quarta-feira. O primeiro não é legal em absoluto. Se eu falasse das paranoias que me acometeram após o consumo... e o medo da vida, ah o medo que me deu! Após o uso ...
Desde a morte de Vanessa, de minha boca, somente palavras vazias são ressoadas. O coração aperta quando o silêncio oprime, e da mesma maneira as palavras são vazias quando encontro-me ministrando aulas para ter de comer. Fumo. Ah, mas não se preocupe! ...
Dei-me o luxo de escrever qualquer merda que viesse na minha cabeça em um período de três minutos. Estou nervoso. Ah, Deus, como quero falar para você sobre as coisas que acontecem em minha vida. Meu coração está aceleradíssimo, eu tenho apenas três mi...
27/05/2019 Escrever sobre escrever, de mim mesmo para mim mesmo Eu quero escrever, mas algo , dentro de mim mesmo, me impede violentamente. Quero escrever sobre o jogo do Botafogo, sobre as aulas cansativas e até mesmo insuportáveis quais ministro no...
Vanitas vanitatum et omnis vanitas. Encontro-me de madrugada, bêbado e cansado, para relatar-te meus últimos dias. Bem, primeiramente não posso reclamar de afeição feminina. Ultimamente estou tendo aceitação feminina de muitas mulheres e não estou sabe...
Encontro-me neste exato momento dentro da minha própria sala de aula, no Paranoá. Como tudo correu repentinamente! Às vezes pergunto-me se as coisas não são verdadeiramente concedidas e controladas por um ente maior; quando você não está preparado, voc...
Por que não me alicerço no verdadeiro poder das palavras? Deus, meu potencial está sendo desperdiçado, novamente, minhas energias são sugadas para a distração efêmera e minha cabeça continua pesada. Eu disse a mim mesmo, vendo o descontrole que está m...
Não que eu seja burro, não que eu seja um jovem apartado da verdadeira sanidade por mentes que dominam a cultura ocidental. Não é por nada disso, mas eu não consigo mais perder tanto tempo na internet. Desde 2012, mesmo depois de namorar, são horas e h...
Não pense que esqueci-me de sua existência, senhor diário. Faz quase um ano desde a última vez que apareci por aqui e, bem, como o senhor é informal para mim, reluzirei em ti os meus pensamentos de uma forma tão derramada como a água das cataratas, e n...